quarta-feira, 8 de junho de 2016

CAFÉ COM POESIA

video

ALÔ, PRODUÇÃO?! CADÊ A POESIA, CADÊ O PÃO?
Gílian Brito

O dia amanhecera chuvoso. Logo, poucos queridos compareceram à aula hoje. No entanto, as promessas do mês não tardaram. E o sol de abril despontou, contrariando as expectativas de um dia tempestuoso.
A professora entrara na sala já indagando sobre as oferendas. Mas, não era sua aula, ainda. Era só para conferir que tudo que fora combinado estava joiado, como dizia o leãozão da turma, Alan. Raimunda, a cuidadora dos garotos, imediatamente recolhe as dádivas e se encaminha para guardá-las na cantina que Ana cuida com maior zelo.
Lorena trouxera o pão, Raimunda, o café, Lislya, o leite, a professora, o patê (que dissera não saber fazer), Alan, o carro de brinquedo, Andreza, o bom dia, Elias, o sorriso e Karine, as históooooooorias – tinha muitas, sempre, pra contar!
Parecia que tudo seguia nos “conformes”. E não só parecia. Seguia mesmo! A professora entra na sala, agora sim, sua aula. Agradece a todos pela alegria da presença e os convida a escolher, dentre alguns papeis, algumas palavras rimadas - foi assim que chamou alguns poemas que trazia consigo.
Lislya, sempre esperta, apontou para a professora e falou:
- Quero que nosso local esteja enfeitado. Quero balões. Vou pedir a tia Ariza. Ela tem! Eu vi!

A professora concordou, permitindo que Lislya fosse à sala ao lado e voltasse com as mãos cheias de balões e no, rosto, aquela satisfação estampada na face “Não disse?!”.
Iniciaram a leitura, em voz baixa. Sílabas iam, sussurros vinham... Era assim, leeeento, como os caramujos que nos envolve na entrada do colégio. Ou como o vento, que enfeita os cabelos das moças no cinema...
Na sala programada, um pequeno empecilho. Uma garotada era assistida pela professora responsável. Não podíamos ter nosso momento ali, mesmo com a sala reservada previamente, a turma, lá, precisava daquele amparo.
O que fazer?, perguntaram as meninas que seguiam a professora. Como um pilotão, em marcha, seguiram Lislya e Karine à sala da professora Suze - foi lá que encontraram amparo. Sozinhas, encheram balões, cortaram os cartazes... Sopro vai, tesoura vem, fita “engomada” pra todo lado...
Na sala, a professora continua a leitura silenciosa com os que lá estavam.
Tocou para o intervalo. Patê no pão. Ana, me ajuda?! Preciso de copos, de uma bandeja, disso, daquilo, será que dará tempo? Professora, o café está pronto! E o leite, na geladeira. Um corre-corre entre a garotada que preparava o jardim com toalha, copos, pães, sorrisos, tensões, vento, balões, vento, “pow!”, outro “pow”! Toque para retornar...
Balões a menos, a garotada estava pronta, esperta. Era hora do Café com poesia!
Fortaleza, 14 de abril de 2016.

(Texto de agradecimento da turma Final 1A, manhã, da Educação de Jovens e Adultos a todos os colaboradores dessa manhã agradabilíssima, na EEFM Monsenhor Dourado.
A escrita do texto foi motivada pela fala da Professora Nágela, que compartilhou comigo o prazer das garotas ao voltarem para casa, felizes.).

PÁSCOA 2916

video

   As turmas de Educação de Jovens e Adultos - EJA realizaram uma linda comemoração de páscoa. Houve apresentação de vídeos por parte dos alunos e no final um delicioso lanche. Agradecemos aos professores e pais dos alunos que colaboraram para execução desse lindo evento festivo.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

PRIMEIRA REUNIÃO DE PAIS - 2016

video


         O sábado de vinte de fevereiro de 2016 amanheceu chuvoso. Mesmo assim, tivemos nossa primeira reunião do ano. A presença dos pais, professores e o novo núcleo gestor, formaram um bom público. A reunião foi muito produtiva. Passadas as novidades no trabalho deste ano, apresentaram toda a equipe de professores e, como sempre, ouvimos as expectativas dos pais para 2016. Ao final, tivemos o sorteio de uma cesta básica e um agradável cafezinho.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

SEMANA PEDAGÓGICA - 2016

Professores e Núcleo Gestor da E.E.F.M. Monsenhor Dourado reuniram-se no período de 20 a 22 de janeiro de 2016 a fim de traçarem as metas para a melhoria da aprendizagem de seus alunos.

Abaixo, seguem imagens das atividades realizadas durante esse período.


video

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

AFRICANIDADE 2015


video

video


A EEFM Monsenhor Dourado confirmando o seu compromisso com a legitimação e efetivação da Lei 10.639/03, que estabelece a obrigatoriedade do ensino sobre cultura afro-brasileira nas escolas e da Lei 11.645/08 que insere o estudo da cultura dos povos indígenas realizou nos dias 19 e 20 de novembro de 2015 uma programação voltada para a cultura africana e cultura afro-brasileira, distribuídos em apresentações de trabalhos com temáticas específicas por salas e culminância na quadra esportiva da escola, reunindo diversos elementos de cultura afro e identificação da cultura afro-brasileira.

video

video

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

AULA DE CAMPO

video

   No dia oito de dezembro de 2015 mais uma vez iniciei apreensiva o dia, pois iria a mais uma aula de campo, desta vez somente com um aluno Arnaldo Hudson de Moura Gadelha, autista, e acompanhado de sua mãe. Hudson é um aluno muito esperto e obediente, mas nos últimos dias tem estado um pouco agitado devido á proximidade das férias escolares. Por ser autista possui um foco de interesse,  que é política, embora não recorde o nome de seus irmãos, ele consegue saber o nome dos políticos de todo o Ceará, ano de início e termino dos mandatos, partido políticos o qual cada um pertence e muitos outros políticos de expressão nacional, tudo isso acontece porque Hudson passa o dia assistindo a TV Assembléia e outros canais de política.
   O anfitrião de nossa visita foi o Deputado Estadual Renato Roseno, que muito gentilmente nos concedeu a atenção tão desejada pelo Hudson, o que só fez valorizar o trabalho sério desenvolvido pela casa e a parceria com a escola, pois conhecer os nossos representantes de perto e vê-los trabalhar é muito animador nos tempos de hoje. Agora a melhor parte foi ver o meu aluno feliz da vida, como uma criança, seus olhos brilhavam, seu sorriso era largo e jamais se desmanchou durante toda visita,  a cada político que passava ele os reconhecia como velhos amigos e logo após com a espontaneidade que lhe é peculiar, ía logo cumprimentar o político, dizendo o partido isso sempre com um largo sorriso. Fomos muito bem recebidos,eu fiquei muito emocionada por ver a felicidade no rosto de Hudson e saber que a inclusão funciona, pois quem imaginaria que ao final de um ano letivo teríamos uma aula de cidadania e respeito as pessoas com suas limitações. Agradeço a todos que tornaram esta aula possível em especial: a Érica Pontes, a Renato Roseno e Dona Paula, mãe do Hudson.

FIM DE ANO

video



   Este ano de 2015 foi repleto de ações inovadoras que firmaram mais ainda o meu trabalho na Sala de Recursos Multifuncional (S.R.M.) realizando o Atendimento Educacional Especializado (A.E.E.) foi o primeiro aluno que atendi um aluno autista, e pode ver a diferença entre teoria e prática do que estudei estes últimos anos. Aprendi mais a Língua Brasileira de Sinais (Libras), pois indo as aulas de campo como professora bilíngue fui posta à prova em vários momentos, e acredito que fui bem, e do ponto de vista emocional foi muito exaustivo, pois muitos alunos ficaram doentes e tiveram que fazer longos tratamentos e outros por mais triste que seja desistiram de estudar, saíram da escola por motivos pessoais, ficando assim a expectativa que retornem no ano seguinte.
   Agora como encerrar um ano tão intenso, o pensamento de fazer uma celebração com bolo, salgados e refrigerante dentro da sala de aula seria até sufocante, então a minha idéia foi presentear os alunos mais presentes aos atendimentos com uma aula de campo especial, convidei os três alunos surdos: Bruna, Igor e Anderson e fomos da Praia de Iracema, onde conhecemos a Ponte dos Ingleses, o Estoril, a estátua de Iracema (a Guardiã), depois nós chegamos à Beira Mar na Praça dos Estressados, ao Jardim Japonês e a primeira Estátua de Iracema, entre fotos e mais fotos, algumas foram perdidas, mas concluímos a aula degustando uma porção de camarões como muitos refrigerantes e sorrisos e com uma esperança de que 2016 será um ano melhor.

ANIVERSARIANTES DE SETEMBRO A DEZEMBRO 2015

video

O dia do aniversário é o dia mais bonito do ano! Mais um ano passa e vamos cantar "Parabéns pra você!" para celebrar tantas alegrias. Que cheguem os presentes de uma vida linda, e mesmo com a aparição dos desafios, que vocês sejam fortes para enfrentá-los sempre de cabeça erguida! Parabéns e muitos anos de vida à todos!

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

ENEM 2015


   Chegou a reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio e cerca de 166 mil alunos da rede estadual farão provas neste sábado e domingo, dias 24 e 25 de outubro.
   Nada melhor nesta vida do que poder realizar nossos sonhos, nossos objetivos, não é mesmo? E na verdade, não há como ser diferente porque sonhar e desejar alguma coisa é mais que natural. É parte de todo ser humano, e se assim não fosse que graça teria. Nada cai do céu, aquilo que nós queremos, é importante para nós, mas é preciso ir a luta com muita disposição, e isso é coisa que eu sei que não lhe falta. Vocês precisam fazer boas provas, então mentalizem esse momento sempre com a certeza que se sairão bem. Nossa mente projeta coisas boas e ruins, então fiquem no lado positivo para ter sucesso e Deus que a tudo vê, virá em seu auxilio. Boa sorte, sejam felizes nestas provas!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

DIA DO PROFESSOR

   No Brasil o Dia do Professor é comemorado em 15 de outubro.
   No dia 15 de outubro de 1827, dia consagrado à Santa Teresa d'Ávila - educadora e doutora da Igreja, Dom Pedro I, Imperador do Brasil baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, "todas as cidades, vilas e lugarejos teriam suas escolas de primeiras letras". Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A ideia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.
   Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia efetivamente dedicado ao professor.
   Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como "Caetaninho". O longo período letivo do segundo semestre ia de 1 de junho a 15 de dezembro, com apenas dez dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a ideia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.